segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Planificação de uma aula


 
Ano lectivo 2010/2011
Planificação de uma aula de ensino individual

Prof.ª
Emília Alves

Curso: Curso de Instrumentista de Cordas e Teclas
Disciplina: Viola de Arco
Módulo: 5 (12º ano)
Aula número: 17
Tempo de aula: 60’


Conteúdo a trabalhar:
Robert Schumann – Marchenbilder op. 113
I. Nicht schnell

Situação:
Foi efectuada uma leitura à primeira vista com o aluno na aula nº 15. A professora definiu articulações, dedilhações e fraseado.

Objectivos gerais para a aula nº 17:
O aluno deverá:
·      conhecer o andamento completo da obra;
·      conseguir fazer a contextualização do compositor em termos de História da Música;
·      ser capaz de efectuar uma análise musical simples da obra.

Objectivos específicos para a aula nº 17
O aluno deverá ser capaz de:
·      apresentar uma afinação correcta;
·      dominar o ritmo;
·      possuir uma pulsação estável;
·      reconhecer o fraseado do andamento;
·      ter uma boa qualidade de som.

Competências
As competências que o aluno deverá desenvolver tendo em conta os objectivos específicos anteriormente definidos, são as seguintes:
·      afinação
o   o aluno deverá dominar as mudanças de posição;
o   o aluno deverá ser capaz de afinar por relatividade;
o   o aluno deverá ser capaz de afinar tendo por base harmónica o Piano.
·      ritmo
o   o aluno deverá fazer uma leitura rítmica correcta.
·      pulsação
o   o aluno deverá ser capaz de manter uma pulsação estável, tanto quando toca a solo como quando toca com o acompanhador.
·      fraseado
o   o aluno deverá ter a noção correcta de cada uma das frases musicais;
o   o aluno deverá ser capaz de fazer a distinção entre melodia e acompanhamento;
o   o aluno deverá apresentar criatividade e autonomia a nível interpretativo .
·      qualidade do som
o   o aluno deverá ser capaz de explorar os vários tipos de sonoridade permitidos pelo instrumento a utilizá-los em função da obra que se encontra a executar.

Estratégias de aprendizagem
As estratégias a utilizar compreendem:
·      a professora toca a obra para que o aluno compreenda o que lhe é solicitado e obtenha, assim, uma orientação no trabalho que vai desenvolver;
·      será solicitado ao aluno que entoe determinadas passagens para o ajudar com algumas imprecisões ao nível da afinação;
·      no caso de o aluno apresentar dificuldades a nível rítmico, ser-lhe-á pedido que solfeje essas passagens;
·      o aluno deverá ouvir gravações por diferentes intérpretes para que essas abordagens o motivem e desenvolvam a sua criatividade;
·      repetição de uma frase de várias formas para corrigir problemas específicos – afinação, mudança de posição, posição do arco, etc.;
·      com o apoio dos docentes das disciplinas de História das Artes e Teoria e Análise Musical, o aluno poderá efectuar um trabalho de pesquisa sobre o compositor, a obra, aspectos históricos relevantes, análise musical do andamento que se encontra a estudar, etc.;
·      apresentação pública.

Actividades de aprendizagem
·      antes do início da aula o aluno deverá realizar os seus exercícios de aquecimento;
·      o andamento será tocado sem interrupções;
·      após a apresentação do trabalho realizado em casa, serão analisados os diferentes pormenores que necessitem de correcção;
·      depois de efectuar esse aperfeiçoamento, será realizado o trabalho de junção com o acompanhador.

Recursos de aprendizagem
Os recursos a ser utilizados na aula serão os seguintes:
·      instrumento para o aluno, para o professor e para o acompanhador;
·      partitura – previamente distribuída e que contém a notação musical e as indicações base para a sua interpretação (arcadas, dedilhações, agógica, etc.);
·      material de escrita (lápis e borracha) – para fazer eventuais correcções e sugestões de arcadas, dedilhações, dinâmicas, etc.;
·      computador – que permita gravar a execução do aluno e analisá-la imediatamente;
·      pianista acompanhador – assegurando o trabalho de junção da obra.

Avaliação da aprendizagem
A avaliação da aprendizagem será promovida ao longo da aula tendo em conta os objectivos definidos e através da promoção de um diálogo constante com o aluno, permitindo que ele se auto-avalie e receba um feedback imediato da parte do professor. A avaliação incidirá, especialmente, nos parâmetros definidos atrás:
·      afinação;
·      ritmo;
·      fraseado;
·      qualidade sonora;
·      postura.

Avaliação do desenvolvimento curricular realizado
Este parâmetro poderá ser efectuado através de uma reflexão por parte do professor após o período de aula e tendo como base o feedback recebido do aluno durante a sua auto-avaliação. De acordo com os resultados obtidos, a planificação da(s) aula(s) seguinte(s) será ajustada.
Tendo sempre em conta os objectivos definidos nesta planificação, há um conjunto de actividades de remediação ou aprofundamento do conhecimento que poderão ser sugeridas se necessário:
·      afinação
o   o aluno deverá entoar de uma forma mais regular e com a ajuda de um teclado (por exemplo);
o   colaboração do colega responsável pela disciplina de Formação Musical para que possa realizar algum trabalho extra com o aluno em causa com actividades auditivas – entoações e audição;
o   necessidade de o aluno ouvir mais música para poder desenvolver o seu ouvido.
·      ritmo
o   exercícios de apenas reprodução rítmica da obra;
o   exercícios com as cordas soltas correspondentes às notas musicais da obra;
o   exercícios de solfejo;
o   utilização do metrónomo.
·      pulsação
o   estudo com o metrónomo.
·      fraseado
o   análise musical da obra;
o   entoação das linhas melódicas para melhor compreensão;
·      qualidade sonora
o   o aluno deverá memorizar o andamento da obra em questão, ou partes, para que se possa concentrar na emissão sonora;
o   tocar de olhos fechados ou numa divisão às escuras, permitindo que os sentidos estejam focalizados apenas na produção do som .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário